Cabo LSZH

Fornecemos uma gama abrangente de cabos de Baixa Emissão de Fumaça e Sem Halogéneos (LSZH) para utilização em aplicações onde a emissão de fumaça e gases tóxicos poderia representar um risco para a saúde humana e para equipamentos essenciais em caso de incêndio.

LSZH Cables

Estes cabos também costumam ser designados como cabos ZHLS ou cabos sem halogéneos. Possuem, frequentemente, propriedades ignífugas, o que os torna cabos ignífugos e de baixa emissão de fumos (FR-LS).

Ao contrário dos cabos PVC e de cabos fabricados com outros compostos que produzem grandes quantidades de fumaça negro e denso, gases tóxicos e gases ácidos quando expostos ao fogo, os cabos de LSZH produzem níveis muito baixos de fumaça e gases tóxicos e não libertam gases ácidos. Por este motivo, é frequente estarem indicados para espaços interiores, especialmente em espaços públicos, e outros ambientes perigosos ou áreas mal ventiladas. Isto inclui carros, aviões, vagões ferroviários e navios. Os cabos com bainha externa de LSZH são comuns em túneis e redes ferroviárias subterrâneas.

O elemento "Baixa Emissão de Fumaça" dos cabos de LSZH

De acordo com a Parte B de The Building Regulations, os regulamentos de referência e recurso para o planejamento e edificação em Inglaterra e País de Gales:

"O principal perigo associado ao fogo nas suas fases iniciais não é a chama, mas a fumaça e os gases nocivos produzidos pelo fogo. Eles causam a maioria das vítimas e também podem prejudicar a visibilidade nas vias e saídas de emergência. Por isso, as medidas concebidas para proporcionar meios de evacuação seguros têm de incluir as disposições necessárias para limitar a rápida propagação da fumaça e dos gases."

Através de testes, comprovou-se que a combustão do PVC reduz a visibilidade na área envolvente em 50% no intervalo de 10 minutos. Após 30 minutos, a visibilidade pode ficar reduzida em 90%, tornando desnecessariamente complicado sair da área.

Por comparação, a norma BS EN 61034 especifica um teste de densidade de fumaça, realizado no interior de uma câmara de 3 m x 3 m x 3 m. O teste é frequentemente designado por teste dos 3 metros cúbicos. Ao monitorizar a redução da transmitância de um raio de luz branca dirigido de um dos lados da câmara para o outro a uma dada altura, é possível medir a geração de fumaça dentro da câmara. Para que um cabo seja classificado como de baixa emissão de fumaça, terá de ter, frequentemente, uma transmitância de luz mínima de 60%.

O elemento "Sem Halogéneos" dos cabos de LSZH

A combustão de PVC e de outros compostos presentes nos cabos liberta vários produtos químicos, incluindo cloreto de hidrogénio (HCl), que é altamente tóxico. Além disso, quando misturado com água, o HCl forma ácido clorídrico, uma substância tóxica e corrosiva. No caso do PVC, até 30% das emissões podem ser de HCl.

A norma BS EN 60754 estipula que as emissões de HCl pelos cabos de LSZH não pode exceder os 0,5%.

Cabos de LSZH vs. LSF

Embora exista uma concepção errada, mas comum, de que os cabos de baixa emissão de fumaça e gases (LSF) e os cabos de LSZH são a mesma coisa, tal não é verdade e qualquer confusão entre os dois pode colocar a vida em risco em caso de incêndio.

Ao contrário dos cabos de LSZH, os cabos de LSF são fabricados com compostos de PVC. Se estiverem rotulados como de baixa emissão de fumaça e gases, tal deve-se ao facto de o fabricante modificar o composto com vários aditivos, de modo a reduzir (sem eliminar) as emissões de fumaça e HCl. No entanto, e ao passo que os cabos de baixa emissão de fumaça e sem halogéneos estão sujeitos a normas rigorosas, não existem quaisquer normas de regulação dos cabos de LSF. Consequentemente, encontraram-se cabos de LSF com um nível de emissão de HCl superior a 20% em caso de combustão.

Seleção de cabos de LSZH

Houve grandes desenvolvimentos nas normas e legislação relativas aos cabos de LSZH desde o incêndio na estação Kings Cross Station, em novembro de 1987, que causou 31 vítimas mortais. As conclusões da investigação oficial indicaram que a maioria destas mortes resultaram da inalação de gases tóxicos gerados pelas grandes quantidades de PVC existentes no edifício, muito do qual nos cabos PVC. Consequentemente, os cabos PVC foram proibidos pela London Underground.

Enquanto fornecedor líder de cabos para o setor ferroviário e de metropolitano, a Eland Cables está bem posicionada para compreender as implicações da seleção de um cabo de LSZH para utilização em qualquer outro ramo. Contacte a nossa equipe técnica para analisar os seus requisitos específicos e a nossa abrangente gama de cabos de LSZH para todas as aplicações, incluindo construção civil, petróleo e gás e setor marinho e de alto mar.

Fastquote Pr

Seu orçamento personalizado diretamente na sua caixa de entrada

Sua cesta está vazia no momento

Cabo LSZH

121 Produtos
Cable

O que fazemos

O nosso vasto portfólio é apoiado por um vasto leque de serviços que contribuem para que o seu projeto decorra sem problemas - juntos, eles constituem a nossa solução de cabos completa.

Os Nossos Serviços
Lab Black

The Cable Lab

Saiba mais sobre o nosso laboratório de testes com acreditação UKAS de acordo com a norma ISO 17025, a nossa instalação especializada para testes de MT e os peritos técnicos que ajudam a garantir a qualidade e a conformidade

Saiba mais
BSI

Testes BSI Kitemark

Globalmente reconhecido como uma marcação de qualidade, o programa de testes BSI Kitemark for Cable Testing Verification é o mais intenso e abrangente no mercado

Saiba mais